7 dicas para melhores resultados em Campanhas META

Picture of Marco Marques
Marco Marques

SHARE THIS

dicas para otimizar campanhas meta

Procuras dicas para teres melhores resultados em campanhas META? As campanhas em Social Media, especialmente no Facebook e Instagram, foram-se tornando muito populares ao longo dos anos.

O número de utilizadores e o tempo que estes despendiam nestas aplicações foi aumentando e este fator representava uma janela de oportunidade grande para as marcas comunicarem com as pessoas.

A pandemia veio acelerar esta tendência e cada vez mais anunciantes criaram campanhas pagas nestas plataformas.

A concorrência aumentou, assim como os custos e, por isso, tornou-se ainda mais fundamental otimizar o desempenho das campanhas de forma a maximizar o retorno do investimento (ROI) e alcançar os objetivos definidos.

Há muitas otimizações que podem ajudar a melhorar o desempenho das campanhas. Neste artigo, ficam 7 dicas que vão ajudar a aumentar a eficácia das campanhas de Facebook Ads e maximizar o ROI.

O maior segredo? Testar, testar e testar porque o que resulta hoje, pode não resultar “amanhã” e o que funciona para um negócio não irá funcionar para outro.

 

Melhores resultados campanhas Meta: 7 dicas de otimização

1 – Utiliza o gerenciador de anúncios

O Gerenciador de Anúncios do META é a ferramenta online que permite criar, gerir e otimizar campanhas no Facebook e Instagram.

No Gerenciador de Anúncios podes criar anúncios em diferentes formatos e segmentar o público-alvo com base em interesses, comportamentos, localização e dados demográficos.

Se estás a direcionar pessoas para uma Landing Page ou para um website é obrigatório instalares o Pixel do Meta para medir eventuais conversões. Para saberes o que precisas de otimizar primeiro tens de medir e analisar e só depois podes otimizar.

 

E como gerir as campanhas?

2 – Utiliza o CBO

O que é o CBO? Um hambúrguer de uma marca internacionalmente conhecida? Poderia ser mas não é. É o Campaign Budget Optimization (CBO) e é uma opção que permite ao algoritmo do Facebook distribuir automaticamente o orçamento da campanha entre os anúncios e conjuntos de anúncios com base no desempenho.

Isso significa que, em vez de ser definido um orçamento para cada conjunto de anúncios individualmente, é definido um orçamento total para a campanha e o Facebook distribuirá o orçamento de acordo com o que está a ter melhor desempenho.

3 – Audiências Frias mais abertas

Quando chega a altura de definires o público para o qual vais comunicar, podes fazê-lo com base em interesses, comportamentos, localização e dados demográficos.

Isto permite-te ser muito específico e detalhado na definição do público, o que à partida seria bom. No entanto, não é bem assim… o algoritmo do META gosta pouco que restrinjam a sua liberdade de ação, por isso, deves segmentar os teus públicos mas não os restrinjas em demasia, caso contrário os custos por conversão vão subir.

4 – Audiências de Remarketing

Audiências de Remarketing são audiências quentes, ou seja, que já tiveram contacto com a tua marca em algum momento, seja por seguirem a tua página, por interagirem com ela; ou pessoas que iniciaram checkout ou que abriram e não preencheram um formulário.

Estas audiências estarão, à partida, mais interessadas nos teus serviços ou produtos e, portanto, com comunicações específicas e direcionadas, será mais fácil converterem, do que os públicos-frios.

Dica Ninja: se as tuas audiências de remarketing foram muito pequenas, podes agrupar algumas audiências que refletem comportamentos idênticos dentro do mesmo grupo de anúncios. Isto vai fazer com que o algoritmo tenha mais pessoas a quem entregar os anúncios e saia da fase de aprendizagem mais rapidamente.

mulher a ver dados no telemovel e computador

5 – Exclui os converters

Quando o teu negócio precisa de gerar continuamente novas Leads/Contactos ou se procuras novas pessoas a quem vender o teu produto, deves excluir pessoas que já converteram. Caso contrário estás a gastar dinheiro em pessoas que não são interessantes para os teus objetivos de alcançar novas pessoas.

6 – Placements

Como já disse, o algoritmo do META não gosta de restrições. Por isso, quando estiveres a lançar uma campanha nova e estiveres a escolher em que placements queres apresentar os teus anúncios, deves manter a opção recomendada de aparecer em todos os placements.

O algoritmo está mais inteligente e gasta já menos budget nos placements com pior performance. No entanto, no final, podes sempre analisar onde o budget está a ser melhor gasto e, se fizer sentido, otimizar onde queres aparecer.

7 –  Testar, testar e testar?

Pois bem, parece uma dica óbvia mas a verdade é que o algoritmo do META é muito rápido.

Se a tua campanha tiver maus resultados nos primeiros dias, a tendência será, com o passar do tempo, piorar. E se a tua campanha tiver bons resultados, a tendência, com o passar do tempo, é também piorar.

Por isso, não podes largar as tuas campanhas e esperar que tudo corra pelo melhor. A que é que isto te vai obrigar? Testar novas estruturas de campanhas e experimentar com frequência novas audiências, novos copy e novos criativos – aproveita para fazer testes A/B com diferentes criatividades.

Dica ninja: experimenta o formato vídeo, na horizontal e vertical. O vídeo foi tendência em 2022 e continua em destaque.